O Que Você Não Sabia Sobre... Lewis Carroll

Hey, dudes!
Inspirada pela postagem da AnaK sobre Phinneas e Ferd e pela resenha dela de Alice e seus dois contos decidi contar um pouco sobre a história desse autor, Lewis Carroll.
Alice Lidell, inspiração para Alice in Wonderland

Comecemos do princípio: Charles Lutwidge Dodgson nasceu em 1832 e foi um escritor inglês. Alice foi criada a partir de uma amiga de Lewis, chamada Alice (avá?), que na época tinha 10 anos (Foto ao lado). Isso já dá início ao que eu queria realmente falar.

Retrato do Autor
Muitas histórias sobre mensagens subliminares envolvendo o trabalho de Charlie, tais como ideias sobre no livro o bolo "Coma-me" e o vidrinho "Beba-me" serem na realidade drogas que Lewis induziu Alice a tomar quando ficaram sozinhos para que ela tivesse relações com ele e acreditasse que isso a levaria para Wonderland, surgiram. Nesses boatos Lewis dava à garota drogas pesadas que a faziam ter alucinações. Enquanto ela estava lá, delirando com coelhos de paletó e rainhas cabeçudas ele usava e abusava da menina e depois, para explicar os hematomas e as marcas, dizia à mãe da garota que eles haviam ido juntos ao País das Maravilhas. Alguns livros afirmam também que Charlie tinha problemas mentais e acreditava que Alice era realmente capaz de levá-los à um universo paralelo, debaixo da terra, e que tudo que ela contava se tornava realidade (como no filme Um Faz de Conta Que Acontece). Mas o que realmente sabemos é que ele era, na realidade, pedófilo assumido!
Tudo bem, tudo bem, não é bem assim...
Ele, além de escritor, também foi fotógrafo por hobbie. Mas fotografava de maneira diferente: somente nu artístico infantil (feminino!).
Todas as fotos tiradas tiveram o consentimento dos pais (geralmente só a mãe) das garotas e após a morte do escritor foram em sua quase totalidade queimadas para segurança das crianças. As que sobraram ficaram para as famílias das modelos ou em domínio público, onde acabaram caindo em livros sobre pedofilia, fotografia ou biografias do autor. 
Ele também tem uma frase muito conhecida que ajudou a divulgar ainda mais essa polêmica da pedofilia: "Gosto de crianças (exceto meninos)", com conotação... sexual.
O livro "Cartas às Suas Amiguinhas" mostra um conjunto de cartas trocadas por Lewis e suas modelos mirins, mostrando mais intimidade do que o que seria apropriado para um adulto e garotas.
Mesmo assim, não há como saber de certeza se o autor tinha relações mais que profissionais com as meninas, e as opiniões sobre o assunto variam muito, cabe a cada um tirar sua própria conclusão.
Charles morreu em 1989 e você pode visitar seu túmulo em Surrey, na Inglaterra.

XoXo,
Luísa.


Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Caramba estou chocada, nunca tinha visto essa história. Estou chocada #AdeusInfancia SUAHSUAHSUAHSUAHUSAHSUHA'

    Beijoos; Giih
    cafe-com-livro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ai meu deus #Horrorizada Vou postar no meu blog com os devidos creditos

    ResponderExcluir

Regras:
- Seja educado;
- Parcerias devem ser tratadas através do e-mail;
- Comente, não divulgue. Você pode por o link para seu blog ao fim do comentário, mas não poste apenas isso.
Comentários que desrespeitem as regras serão deletados e não receberão resposta.